quarta-feira , 26 abril 2017

Com apoio do Sebrae ES, pequenos apostam na internet para aumentar lucratividade

Sebrae ES cria projeto para auxiliar empresários no desenvolvimento de negócios digitais. Espírito Santo é o 9ºentre os dez estados que mais movimentaram compras em lojas virtuais no Brasil

 O comércio eletrônico está mudando completamente o modo de funcionamento dos mais variados negócios, de forma que, para se destacar no mercado, a empresa precisa estar atenta a essa nova realidade. Por isso, o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Espírito Santo (Sebrae ES) desenvolveu o projeto Comércio Eletrônico ES.

O objetivo é aumentar a competitividade da economia capixaba, orientando empresários de micro e pequenas empresas que desejam se inserir nessa nova modalidade de mercado ou, até mesmo, aqueles que já possuem negócio atuando no e-commerce e buscam aperfeiçoamento com o intuito de melhorar as vendas.

Cada vez mais empresas e consumidores utilizam esse canal de comercialização no estado. Em uma pesquisa realizada pela Conversion – agência digital brasileira, especialista em performance estratégica –, o Espírito Santo encontra-se em 9º lugar entre os dez estados que mais movimentaram compras em lojas virtuais no Brasil, em 2016.

O proprietário da empresa Promoalge, Adriano Gomes, trabalha há onze anos com produções de brindes personalizados, no atacado. Porém, há dois meses ele desenvolveu uma nova linha, chamada Beleza Capixaba, para comercializar seus produtos no varejo, através das vendas online.

Para se aprimorar e entender melhor como funciona esse mercado, Adriano decidiu buscar o Sebrae ES, onde conheceu o projeto. “Com as orientações do Sebrae, eu já coloquei o meu objetivo em prática, e estou conseguindo trabalhar com maior variedade de produtos. Também conquistei novos clientes”, ressaltou.

O empresário Maurício Meireles, que também participa do novo projeto do Sebrae ES, é dono da empresa Atacadão Melhor Preço, localizada na Vila Rubim. Recentemente, resolveu trabalhar com um mecanismo diferente do que estava acostumado e hoje vende seus produtos também em um famoso Marketplace brasileiro, site de compras e vendas livre.

De acordo com Maurício, o projeto tem sido fundamental e tem o ajudado bastante na implementação dessa nova modalidade de vendas. “Venho aprendendo muitas coisas que antes eram novas para mim. Isso me fez criar um olhar diferente e positivo para o mercado do e-commerce”.

Segundo o diretor de atendimento do Sebrae ES, Ruy Dias de Souza, o comércio eletrônico no Brasil cresce a cada dia, aumentando o número de usuários e de vendas realizadas. “Com o desenvolvimento da internet, as empresas passaram a ver o ambiente digital como uma fonte de inúmeras oportunidades, ampliando o retorno dos investimentos. Para atuar no comércio eletrônico, o empreendedor deve conhecer bem a ferramenta a fim de explorá-la e aproveitar essas vantagens. Por isso a importância dessa nova iniciativa do Sebrae, que por meio do projeto Comércio Eletrônico ES procura estar alinhado às necessidades do empreendedor moderno.”, informou.

Como funciona

O Projeto Comércio Eletrônico ES tem a proposta de realizar a transformação no público-alvo por meio de duas linhas de ação. A primeira é voltada para iniciantes nas ferramentas digitais. Nessa linha, o Sebrae ES trabalha para inserir e orientar a entrada das empresas no comércio eletrônico.

Para esses iniciantes digitais, o Sebrae ES propõe diagnósticos de maturidade de gestão e capacitações preparatórias sobre modelo de negócios, presença na internet – website, mídias sociais, canais de busca, e-commerce, entre outros. A instituição também orienta o empreendedor na escolha da plataforma e no apoio operacional de logística e legislação, por exemplo.

A segunda linha de ação contempla empresas que já operam no e-commerce e têm o objetivo de promover seu crescimento, aumentando a taxa de conversão das vendas online. Para essas, serão oferecidas orientações mais avançadas e aprofundadas, abordando ações de competitividade. Por exemplo, estratégias de marketing digital e melhoria de processos. A proposta é aprimorar a operação e desenvolver o negócio, promovendo a participação em feiras e eventos referências de mercado e seminários em temas estratégicos com especialistas do setor.

Atenciosamente,

assinatura