sábado , 29 julho 2017

CEA desenvolve projeto de conscientização de atitudes e hábitos favoráveis à saúde e ao ambiente

O Centro Educacional de Aracruz é uma escola preocupada em cumprir seu papel enquanto instituição de conhecimento, informação e espaço de conscientização de atitudes e hábitos favoráveis à saúde e ao ambiente, por isso, em 2017 está implementando o Projeto Institucional “Cuidar do nosso ambiente para melhor: Pequenas ações, grandes resultados”.

O projeto está sendo desenvolvido pelos professores, Leôncio Carlesso Guzzo e Helania Mara Grippa, acompanhado pela supervisora escolar, Sueli Alves Santos de Souza e envolve os alunos do 1º Ano do Ensino Fundamental a 2ª Série do Ensino Médio. O pontapé inicial do projeto já foi dado e os alunos do Ensino Fundamental já começaram a participar. No mês de abril, os estudantes estarão assistindo a palestra “Conscientização Ambiental: Coleta seletiva, lixeiras de reciclagem e pragas urbanas” com o prof. Leôncio.

Desenvolver a Educação Ambiental na escola, contribuindo para sensibilizar os alunos no que se refere aos problemas ambientais causados pelo lixo e as pragas urbanas que são atraídas por este é o objetivo da palestra. Segundo o prof. Leôncio, “trabalhar na escola a Educação Ambiental, a coleta seletiva e o aparecimento de pragas urbanas ocasionados pelo lixo, possibilita a realização de um trabalho contínuo e permanente e as transformações alcançadas transpõem os muros da mesma. Com as palestras os alunos passam a adquirir um conhecimento sobre coleta seletiva, a utilização das lixeiras identificas que se encontram no pátio da escola, e qual a maneira correta de destinar os resíduos”.

A palestra realizada no último dia 11, com os alunos do 1º, 2º, 3º e 6º Ano do Ensino Fundamental abordou a reciclagem do lixo, os 5 R’s, e toda a problemática causada pelos restos de alimentos deixados no pátio da escola após os horários de recreio, mostrando aos alunos que os restos de alimentos atraem animais transmissores de doenças para o ambiente escolar, como ratos, pombos e baratas.

O prof. Leôncio explicou que ao final da palestra foram direcionadas perguntas aos alunos, para saber se o objetivo de conscientizá-los foi alcançando. “Os estudantes responderam às perguntas de maneira satisfatória, falando que o problema do lixo é causado pelo homem, que deve haver uma conscientização a respeito do consumo e do descarte. Os alunos ainda falaram que o aparecimento de pragas urbanas como os pombos que se encontram no ambiente da escola, é devido a disponibilidade de alimentos deixados por eles e se comprometeram a jogar os restos alimentares na lixeira correta e a policiarem os restantes de alunos a fim de sanar o problema”,salientou.

Por  Alessandro Bitti – FSJB/CEA