terça-feira , 22 agosto 2017

Operação no Bairro da Penha prendeu 12 pessoas e armamento mais pesado que o da polícia

bairro da penha PM2O mês de agosto começou agitado para os moradores do Bairro da Penha, em Vitória. O dia nem tinha amanhecido e um foguetório anunciava a chegada da polícia. Nesta terça-feira (1) pouco antes das 5 horas da manhã, a Polícia Civil junto com o 1º Batalhão da Polícia Militar, iniciou uma operação no bairro que resultou na prisão de 12 pessoas, além da apreensão de armas de fogo, dinheiro, celulares e drogas prontas para serem comercializadas.

Foram apreendidos no total aproximadamente 770 buchas de maconha, 287 pinos de cocaína – mais uma base de quase 1 kg -, oito bolas de haxixe, R$10.460, três rádios de comunicação, uma pistola calibre 45, e foi encontrada também uma residência que era utilizada como laboratório para preparar a droga. A operação Balder, como foi chamada, contou 347 policiais civis e militares e causou grande alarde no bairro e nas redondezas, uma vez que os traficantes dispararam foguetes para avisar da chegada dos agentes.

Segundo  o  Secretário Estadual de Segurança Pública, André Garcia, a operação foi pensada previamente, a partir de uma informação anônima. “Executamos uma patrulha antecipadamente. Os agentes do serviço de inteligência monitoraram por cerca de um mês as áreas do bairro, afim de determinar os melhores horários e locais para fazerem a abordagem. Fizemos o cerco preliminar e depois enviamos as quatro patrulhas para iniciar a operação”, explica.

Foto: PMES
Foto: PMES

Dentre os presos, cinco foram identificados como peças-chaves na organização do crime na Grande Vitória e um deles, Josielson dos Santos Valentim – o “Coroinha” -, era um dos dez criminosos mais procurados do Espírito Santo.  Os outros são:  Luiz Henrique dos Santos, conhecido como “Riquinho”; Juliana Matias de Oliveira (esposa de Riquinho), Giovani Otacílio de Souza “Paraíba”, Lídiane dos Santos (esposa do Paraíba), José Guilherme da Trindade, “Guiuguiu”.

Riquinho, um dos alvos da Balder, tinha contra ele cinco mandados de prisão por tráfico de drogas, associação ao tráfico e homicídio. Também tinham expedidos mandados de prisão, Paraíba, Coroinha e Guiuguiu, além das esposas dos traficantes. Josielson dos Santos Valentim é apontado como chefe do tráfico do bairro balneário de Carapebus, na Serra. Os demais presos foram em flagrante.

bairro da penha PM4O secretário aproveitou também a oportunidade para frisar que está trabalhando para renovar o arsenal da polícia. “Como vocês viram nas apreensões, os traficantes possuem armas de calibre melhor ou equivalente as da polícia, e isso é um grande risco para nossos agentes”, destacou.

A operação na região seguirá, segundo a Polícia, pois ainda há criminosos com mandados em aberto. A ação policial contou com viaturas, cães farejadores e o helicóptero da PMES.

 

ES HOJE