terça-feira , 22 agosto 2017

Agosto dourado: banco de leite do HPM tem poucos cadastros e estoque baixo

amamentacao1

O Banco de Leite Humano do Hospital da Polícia Militar (HPM), em Bento Ferreira, atende cerca de 13 mil mulheres por ano. O leite é distribuído para as Unidade de Tratamento Intensivo Neonatal (UTIN) de toda a Grande Vitória. Mas atualmente está com estoque abaixo de 29 litros e cerca de 20 mães cadastradas. O aleitamento materno evita 830 mil mortes por ano de crianças com até cinco anos e 20 mil mortes por ano de mulheres por câncer de mama (no mundo), Segundo a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa).

Segundo a coordenadora, Neusa Rangel, 50 doadoras poderiam abastecer 100 litros de leite, considerado o ideal. A explicação para baixo estoque e procura e pode estar na falta de informação. Tem quem jogue o leite fora, porque não sabe para onde ou como doar. Sem ele, os bebês prematuros acabam tomando formula complementar para sair do baixo peso.

“Somos defensoras do leite materno. O tema para a semana mundial do aleitamento materno desse ano é amamentar: ninguém pode fazer por fazer, mas todos podem fazer junto com você. Por isso é importante o apoio da sociedade, família. E estamos no agosto dourado (que representa a cor do leite). Enquanto a mãe amamenta, previne câncer de mama, de ovário, e fornece todos os nutrientes para o bebê na temperatura correta e de forma econômica”.

Para efeitos de comparação, o Banco de Leite Humano do HPM distribuiu cerca de 23 mil litros pasteurizados (que elimina vírus e bactérias) durante todo o mês de julho, e recebeu apenas seis novas doadoras. Por isso, precisa de doadoras. O atendimento pode ser feito na casa da interessada, com e sem agendamento de segunda a sexta, das 8h às 18h. São necessários os exames básicos pré-natais (sífilis, hepatite, HIV e hemograma).

O leite materno é conhecido por ser a principal fonte de alimentação do recém-nascidos nos primeiros meses de vida. Ele salva cerca de 13% de crianças menores de 5 anos em todo o mundo por causas preveníeis, e seis milhões por ano, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS). Os bancos de leite humano podem ser fundamentais nessa fase onde muitas desistem, seja por dor, não acertar a “pega”, insegurança, entre outras.

amamentacao3“Toda a mãe tem leite, desde que não dê mamadeira, chupeta (causam desmame precoce), tome bastante suco e água. Elas perguntam a quantidade a ser doada, mas quanto mais se tira, mais é produzido. O pouquinho do que você doa é tudo para quem precisa”, esclarece a coordenadora.

Mães

A farmacêutica Layla Rosetti, 33, é mãe há do Felippo, de apenas 10 dias. Com dificuldades na amamentação, ela procurou o banco de leite. Em pouco tempo, retirou cerca de 50 ml na tarde desta terça-feira (8).

“Eu não tenho bico e ele tinha dificuldade. Procurei auxilio e conseguimos esvaziar a mama. Estou tratando da pega errada e tratando para começar a doar. Eu tenho muito leite e vamos doar também. Porque se eu tenho para doar, porque não fazer?”, disse.

amamentacaoA policial militar Maria Aparecida Soares, 35, ainda amamenta o Lorenzo após seis meses. Terminada a licença-maternidade, ela retira o leite para não interromper o aleitamento antes da hora, mesmo já tendo iniciado a introdução alimentar com frutas e papinhas.

“Quero manter até pelo menos um ano. O leite materno é mais saudável, ajuda na imunidade. 200 ml para ele é suficiente. Fico seis horas fora de casa. Ele mama a cada duas horas e meia e três horas. Acho que é muito bonito poder alimentar o seu filho. Não há outras necessidades. Nosso próprio corpo produz. É de Deus”.

Confira os pontos de coleta no ES:

Hospital das Clínicas (banco de leite referência) – funciona das 8 às 21 horas, de segunda a sexta-feira.

Endereço: Avenida Marechal Campos, s/n, Maruípe.

Contato: (27) 3335-7424 / (27) 3335-7377

Hospital Estadual Infantil e Maternidade de Vila Velha – o funcionamento é de domingo a sábado, das 8 às 17 horas (inclusive feriados).

Endereço: Avenida Ministro Salgado Filho, 918, Soteco, Vila Velha.

Contato: (27) 3636-3151

Hospital Estadual Dório Silva – funciona de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas.

Endereço: Avenida Eudes Scherrer de Souza, s/n, Laranjeiras, Serra.

Contato: (27) 3138-8905

Hospital da Polícia Militar do Espírito Santo (HPM)

Endereço: Av. Jouberte de Barros, 555 – Bento Ferreira, Vitória.

Contato: (27) 3636-6568

Santa Casa de Misericórdia – funciona das 7 às 16 horas, de segunda a sexta-feira.

Endereço: Rua Dr. João dos Santos Neves, 143, Vila Rubim, Vitória.

Contato: (27) 3212-7246

Hospital Evangélico de Cachoeiro de Itapemirim – Funciona das 7 às 17 horas, de segunda a sexta-feira.

Endereço: Rua Anacleto Ramos, 55, Bairro Ferroviários.

Contato: (28) 3521-7045

Hospital e Maternidade São José, Colatina – funciona das 7 às 17h20

Endereço: Ladeira Cristo Rei, Centro de Colatina.

Contato: (27) 2102-2100

 

ES HOJE