sábado , 21 outubro 2017

São Pedro do Itabapoana faz 30 anos de sítio histórico

Patrimônio histórico desde 1987, São Pedro do Itabapoana, em Mimoso do Sul, completa 30 anos de tombamento nesta semana. O município, com pouco mais de 1000 habitantes, já foi o mais populoso do Espírito Santo até o final dos anos 20, e é conhecido pela vida cultural e política. Para comemorar, a cidade vai receber várias atividades nos próximos dias 29 e 30.

O processo de se tornar sitio histórico foi uma iniciativa do psiquiatra Pedro Antônio de Souza, que trabalhava a prevenção de doenças psíquicas através da “promoção cultural’. Devido ao apego dos moradores ao passado da cidade, ele percebeu uma necessidade de preservação pela presença da arquitetura de casarões e o ar de cidade do interior.

E a iniciativa do médico foi mais que bem-sucedida: após 30 anos de tombamento, São Pedro de Itabapoana é o sítio histórico estadual mais organizado e bem preservado do estado. A ideia, segundo Balbino Miguel Nunes, é expandir fazer do distrito um patrimônio federal. “Há seis anos estamos em processo de tombamento junto ao Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional). Quanto mais atenção dermos à história de São Pedro, maior será a preservação”.

Nascido e criado no distrito, Balbino, de 62 anos, é só elogios ao local aonde mora. “Aqui vivemos de portas abertas, não existe roubo ou violência”, explicou. Toda essa paz tem atraído novos moradores. “Um médico carioca acaba de se mudar para cá, veio passear e se apaixonou. Toda semana, ele vai ao Rio atender seus pacientes de volta”, disse Balbino.

A aposentada Leni Castanheira, 78, que mora em São Pedro do Itabapoana há 56 anos, destacou os benefícios do tombamento. “Logo que vim para cá não era tão bom quanto hoje. Está melhorando muito após virar patrimônio histórico. Os casarões estão reformados”.

Leni comentou ainda que foi morar na cidade já casada e quando o local deixou de ser a capital de Mimoso do Sul, após a revolução do então presidente Getúlio Vargas, em 1930. “Logo que mudei para cá tinha muitos jovens. Hoje eles todos estudam fora. Tinha dancinha no clube. Gosto muito daqui. Já morei em Mimoso, mas sempre mantive minha casa aqui. Eu gosto do clima, que é bom, sem muito calor. Fora daqui não suportamos”.

Entre outros títulos, São Pedro do Itabapoana recebeu da Assembleia Legislativa do Estado do Espírito Santo (ALES), em 2015, o título “Capital Estadual da Sanfona e da Viola”. A iniciativa é da deputada Luzia Toledo.

Itabapoana_1Setur-ESConfira abaixo a programação das atividades e se estiver por lá, aproveite!

29 de setembro (sexta-feira)

18h – Solenidade de abertura

18h30 – Apresentação de curta-metragem “dona Cristina perdeu a memória”

19h – Palestra “Os 30 anos de tombamento de São Pedro do Itabapoana”, com Pedro Antônio de Souza

19h40 – Exposição “30 anos do sítio histórico de São Pedro do Itabapoana”

21h – Show de Sanfona de Viola – Vem viver o patrimônio

30 de setembro (sábado)

Manhã – clube (antiga casa de câmara e cadeia”

9h – Café da manhã comunitário

9h30 – Contação de histórias com Maria Elvira Tavares Costa

10h – Exibição de filme

12h – Intervalo para almoço

Tarde – Praça do sitio histórico de São Pedro do Itabapoana

14h – Gincana do projeto de “Conhecendo o meu sítio histórico”

16h – Apresentação do projeto “Circula Congo Cariacica”

20h – Show de Sanfona de Viola – Vem viver o patrimônio

 

Fonte: ES HOJE