sábado , 16 dezembro 2017

Sinal Verde: Assinada ordem de serviço para iniciar obras de duplicação da BR-262

Assessoria de Comunicação

Com R$ 80 milhões já garantidos no Orçamento da União, o início de uma das obras mais aguardadas pelos capixabas está efetivamente autorizado: a duplicação e restauração dos primeiros 7,28 quilômetros da BR-262, no trecho entre o quilômetro 49,38 e o quilômetro 56,66, em Marechal Floriano.

A ordem de serviço foi assinada pelo ministro Maurício Quintella em cerimônia no Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, nesta terça-feira (10), na presença da senadora Rose de Freitas (PMDB-ES), do vice-governador Cesar Colnago e de deputados da bancada federal do Espírito Santo.

A partir de agora, o consórcio ATERPA-SERVENG-MAIA MELO, responsável pelo empreendimento, tem até 90 dias para instalar o canteiro de obras em uma área de 2,5 hectares, no trevo de Paraju. O local vai abrigar britador, usina de asfalto, espaço para remonta, pátio, entre outros equipamentos.

A previsão é que os trabalhos na rodovia comecem até janeiro. “Vai depender muito do regime de chuva”, explicou o diretor do consórcio, Daniel Nóbrega. Durante a montagem do canteiro de obras, 15 áreas já negociadas com os proprietários serão desapropriadas.

Em 2018, também está prevista a duplicação de mais 12 quilômetros de rodovia. E a bancada federal deverá destinar R$ 120 milhões de emenda impositiva para a continuidade das obras. Cada quilômetro duplicado e restaurado está orçado em R$ 10 milhões.

Pelo contrato TT-952/2014, assinado em 2014, o custo total das obras para duplicar os 52 quilômetros previstos no projeto, entre Viana e a divisa com Minas Gerais, é de R$ 510 milhões. Até a conclusão, a bancada deverá garantir os recursos via emenda impositiva no Orçamento.

“É uma rodovia fundamental para o incremento do turismo na região, para o escoamento da produção. Nós aqui já discutimos o Orçamento do ano que vem para que essa obra não tenha mais nenhuma interferência e que, em um futuro bem próximo, a BR-262 esteja totalmente duplicada no Estado do Espírito Santo”, afirmou Quintella.

BR-101 – Presente à cerimônia, o diretor-geral da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Jorge Bastos, afirmou que a concessionária Eco101 já retomou as obras que estavam paralisadas na BR-101, no trecho do Espírito Santo. “Estão começando a retomar todos os canteiros de obras que estão paralisados”, destacou.

Bastos disse ainda que, até julho do ano que vem, 34 quilômetros da rodovia devem ser duplicados. Segundo ele, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) deverá fazer um levantamento sobre todos os pontos críticos para que a ANTT tome providências junto à concessionária. “A PRF está fazendo [o levantamento] para me enviar esse relatório”.

Sobre as duas balanças móveis de pesagem, que devem ser instaladas na rodovia, o diretor disse que o processo está em fase final de aprovação pela ANTT.

Porto Central – O ministro Maurício Quintella revelou aos parlamentares que esteve recentemente no Porto de Roterdã, na Holanda, responsável pelo desenvolvimento do Porto Central da costa capixaba, em desenvolvimento na cidade de Presidente Kennedy, no Sul do Estado, para tratar de investimentos. Ele também visitou o Porto de Antuérpia, na Bélgica.

Segundo ele, o principal objetivo é investir na construção da linha férrea Vitória-Minas. “Estivemos no Porto de Roterdã e Antuérpia e eles estão animadíssimos com a parceria com o Porto Central. Pedimos para que priorizassem a ferrovia, aí pediram as licenças [ambientais] e vamos dar sequência. Nossa intenção é garantir esse investimento com a renovação do contrato deles”, destacou.

Pelo projeto, a primeira etapa é viabilizar a construção da rodovia para ligar Vitória até o Porto Central e, posteriormente, com Minas Gerais.

Aeroporto – O ministro reafirmou aos parlamentares que o cronograma das obras está sendo cumprido e que a entrega será em dezembro. “O aeroporto está dentro do cronograma e o prazo é dezembro deste ano. Está tudo dentro do planejado”, garantiu.

Outubro Rosa – Vice-presidente da Comissão Permanente Mista de Combate à Violência Contra a Mulher, a senadora Rose de Freitas presenteou Quintella com um laço rosa, símbolo da luta no combate ao câncer de mama. “Essa é uma luta de todos nós, homens e mulheres. Temos de conscientizar a todos sobre a importância do diagnóstico precoce”, destacou.

Por Felipe Izar Xavier.