sexta-feira , 15 dezembro 2017

São Paulo recebe Campeonato Brasileiro de Paraquedismo Indoor

A iFLY abriga a competição brasileira com as modalidades Queda Livre de 4 e de 2 paraquedistas

ifly

Em busca de adrenalina, superação e aventura, o paraquedismo possui cada vez mais adeptos no Brasil por ser um dos esportes radicais que mais trazem benefícios físicos e psicológicos aos seus praticantes. E, no simulador, a queda livre ganha traços cada vez mais reais. A iFLY, empresa americana que opera os melhores simuladores de paraquedismo do mundo e que, em São Paulo, cerca de 25% do uso do túnel de vento é usado para o treinamento de esportistas, recebe o Campeonato Brasileiro de Paraquedismo Indoor, no dia 1º de dezembro. A Confederação Brasileira de Paraquedismo, por meio do Comitê de Paraquedismo Indoor, o apresenta nas modalidades de Formações em Queda Livre de 4 e de 2 paraquedistas (FQL-4 e FQL-2).

Operando na capital paulista há mais de um ano, a iFLY, que conta em sua estrutura com um cilindro de vidro com 10 metros de altura, montado em uma superfície com mais de 8 metros de profundidade, recebe vinte equipes de atletas de voo indoor e paraquedistas iniciantes e profissionais, que disputam as duas modalidades. Em ambas as categorias haverão modalidades Inter (intermediários) e Pro (experientes).

Com o objetivo de receber a maior quantidade de figuras em 35 segundos desde a entrada da equipe no túnel de vento, o campeonato contará com sistema de julgamento ao vivo. O acesso para o público geral acompanhar a competição será livre e gratuita.

Sobre a iFLY

A iFLY é uma empresa americana que opera o maior simulador de voo indoor do mundo, presente em 11 países. No Brasil, ela inaugurou uma unidade em São Paulo e outra em Brasília, no primeiro semestre de 2016. O conceito surgiu em 1998, na cidade de Orlando, e tinha como principal utilização o treinamento de paraquedistas, de atletas e das forças armadas. Com o passar do tempo, as pessoas começaram a enxergar como uma excelente e divertida opção de entretenimento individual e familiar. A iFLY já voou mais de 8 milhões de pessoas no mundo.

Por Fernanda Ramos