sábado , 20 janeiro 2018

Cinco cuidados ao viajar de carro neste fim de ano

Faltando poucos dias para 2018, muitos brasileiros já se preparam para pôr os pés na estrada para curtir e aproveitar o período das festas de fim de ano. Mas, para que o período não seja marcado por inconvenientes, a Total Lubrificantes do Brasil – quarta maior companhia de petróleo e gás do mundo  explica o que fazer para garantir a revisão adequada do veículo.

De acordo com o coordenador TécnicoFábio Silva, o check-list vai além dos componentes básicos que o motorista normalmente presta mais atenção. “Alguns itens devem ser vistos pelo mecânico de confiança, como o freio e a suspensão, por exemplo. No entanto, é possível evitar problemas ao visitar um ROC (Posto de Troca Rápida de Óleo) da Total. Além de oferecer a verificação gratuita de até 15 itens de segurança, nossa rede de atendimento realiza manutenções preventivas vitais para condutores e passageiros, em qualquer época do ano”, explica. 

Ainda segundo o especialista, em qualquer uma das 51 unidades da rede ROC, o motorista conta com profissionais altamente especializados, treinados pela própria equipe técnica da Total. “O veículo do cliente passará por uma análise completa para garantir que está em condições ideais para pegar a estrada em segurança. E, para fornecer o melhor desempenho do motor, o ROC oferece a nossa linha completa de produtos e soluções de alta tecnologia, como as gamas TOTAL QUARTZ de óleos lubrificantes sintéticos e semissintéticos”, destaca Silva.  

Confira, abaixo, os cinco cuidados listados pelo especialista da Total Lubrificantes do Brasil ao pegar a estrada neste fim de ano:

1- Óleo e filtro: devem ser trocados de tempos em tempos, conforme recomendação do fabricante do veículo, ou quando atingir a quilometragem recomendada para troca. Porém, é importante estar atento para que as substituições sigam as mesmas especificações da montadora. A TOTAL tem uma gama completa de lubrificantes para linha leve com os lubrificantes TOTAL QUARTZ, linha pesada TOTAL RUBIA, transmissão manual e automática.

2- Pneus: é necessário calibrá-los, bem como o estepe, e avaliá-los se há diferenças de pressão no veículo carregado e vazio, desde que não estejam gastos.  A avaliação do desgaste é feita de forma simples pelo TWI (Tire Wear Indicator – Indicador de Desgaste do Pneu), que são saliências que ficam entre as ranhuras do pneu.

3- Suspensão, bateria e palhetas: devem ser revistas a cada 10 mil quilômetros, incluindo a geometria e o balanceamento. Além disso, é fundamental avaliar o desgaste de amortecedores, molas, buchas e batentes, inclusive a bateria. Já as palhetas não podem estar tortas, nem com a borracha ressecada.

4- Painel e Lâmpadas: representam as condições do veículo, por isso, em caso de dúvida sobre o significado das luzes, consulte o manual do carro. Nunca viaje com alguma lâmpada queimada, pois é perigoso e ainda pode render multas ao motorista.

5- Itens de Emergência: antes de pegar a estrada, verifique se todos os componentes básicos de segurança estão no lugar. Entre eles, não podem faltar o triângulo, a chave de roda, o macaco, o estepe e o extintor, que precisa estar dentro do prazo de validade.