sábado , 21 outubro 2017

Câmara dos Deputados aprova anistia a PMs que participaram de paralisação no ES

O projeto foi aprovado nesta quarta-feira (4) e, agora, segue para votação na Comissão de Justiça.

A Câmara dos Deputados aprovou, nesta quarta-feira (4), a anistia para os policiais militares que participaram da paralisação, em fevereiro deste ano, no Espírito Santo. O projeto, agora, segue para votação na Comissão de Justiça.

O texto concede anistia aos militares do estado investigados, processados ou punidos por participarem ou por suas famílias terem participado de movimentos reivindicatórios por melhorias de vencimentos e de condições de trabalho, ocorridos de 1 a 28 de fevereiro deste ano.

Pela Constituição, funcionários públicos com porte de arma são proibidos de se sindicalizar e de fazer greve.

“Nós fizemos uma manobra impecável e começamos a ganhar quando, na semana passada, nos colocamos para primeiro item e deixamos estender a sessão até o final. E aqui nós conseguimos convencer os pares de não pedir verificação. Com isso, o nosso projeto, que já tinha sido relatado, só entrou em discussão e votação. Então, convenci a todos também a não discutir, ninguém discutiu e passamos à votação. Como nós já tínhamos trabalhado, aprovamos por aclamação de unanimidade”, falou o deputado Carlos Manato (SDD-ES).

O governo do estado já havia criticado a possibilidade de anistia aos policiais militares que participaram da paralisação.

A reportagem procurou a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), mas ela disse que nem a PM nem o governo vão se manifestar, porque o projeto ainda precisa passar por outras votações.

Fonte: G1